Detonados com elegância

3

Casa Cor 2010

desgastadoaeu7
ruína de construção antiga

Adoro quando uma mostra de decoração expressa megatendências porque são indícios consistentes de mudanças de comportamento. Acho o tema fascinante! Já a moda, que todo ano muda, não passa de um esforço de renovação do mercado para aquecer as vendas. Na maioria das vezes, é  trocada pelo seu próprio inverso no ano seguinte. Na minha opinião, o modo de vida é que deve determinar o produto, e não o contrário.

CasaCor2010a 079

Detalhe da Sala do Viajante por Erick Figueira de Mello

Na Casa Cor 2010 do Rio, não sei se vocês repararam nos móveis e objetos desgastados ao lado de outros novos e em perfeito estado. Não se trata propriamente de uma novidade essa mistura. Mas desta vez, além dos customizados e das releituras, os “antigos” foram expostos também “no estado”, sem reformas de qualquer espécie. Essa nova maneira de inserir o vintage no décor foi um dos destaques da mostra deste ano.

CasaCor2010a 133

Detalhe do Home Office por Tiana Meggiolaro e Beatriz Lynch

Tem tudo a ver com o novo conceito de morar em todo o mundo e carrega uma simbologia bem contemporânea: a busca de  elementos que transmitem boas lembranças, esquentam o ambiente e aproximam o homem da natureza que não é perfeita.

Em países da Europa – sociedades milenares – essa é uma atitude comum. Associar tecnologia – que traz conforto e funcionalidade – a elementos que representam o patrimônio cultural de gerações passadas retrata uma busca pelas coisas mais essenciais da vida, muito maiores que o status. Mas para valorizar a beleza das imperfeições e das coisas simples com muita elegância é preciso ter habilidade e senso estético apurado se não quiser transformar a casa num brechó.

CasaCor2010 282

Detalhe da Suíte da Môça por Roseli Müller

Se para uns, peças como essas seriam descartadas, para outros hoje são verdadeiras relíquias.

Esse toque surrado na decoração que está fazendo a cabeça dos mais antenados não tem nada de pobre. Bebeu na fonte do estilo shabby chic. Sabby em inglês é surrado. O lado chic é a combinação com objetos  novos  e  refinados. Também tem muito de Wabi Sabi, conceito  estético oriental usado para definir a harmonia visual que existe na imperfeição.

CasaCor2010a 124

Baú como mesa lateral no Home Office por Tiana Meggiolaro e Beatriz Lynch

Os baús e malas antigas empilhadas como mesas de apoio são mesmo ótimas idéias. Por serem multiuso, servem também como organizadores.

CasaCor2010a 028

Living por André Piva

Abaixo, couro gasto da cadeira:

CasaCor2010a 053

Sala do Viajante por Erick Figueira de Mello

CasaCor2010a 201b

Carrinho do Apartamento do Chef por
Rogério Antunes e Bernardo Schor

Veja como o impacto da poltrona de couro gasto faz dela quase um objeto de arte.

CasaCor2010a 076

Infelizmente não me lembro de qual ambiente tirei esta foto!

O tripé antigo enferrujado como base do abajur…

CasaCor2010a 305

Suíte da Governanta por Tatiana Lopes

CasaCor2010a 070

Sala do Viajante por Erick Figueira de Mello

Na mostra, quando não se via peças originais de época, o desgastado era fake. Surgia em revestimentos de última geração que produzem efeitos de paredes descascadas e ferrugem, além da famosa pátina.

CasaCor2010 214

Lustre enferrujado do Jardim de Inverno por Solange Medina

CasaCor2010 317

Suíte da Môça por Roseli Müller

O tapete de patchwork surrado é da Casa Julio:

CasaCor2010 316

Detalhe da Suíte da Môça por Roseli Müller

CasaCor2010a 181

Parede detonada da Sala de Jantar por Fábio Bouillet e Rodrigo Jorge

ccor-rj-34

Sala de Jantar por Fábio Bouillet e Rodrigo Jorge

Raros foram os espaços que não tinham ao menos uma malinha ou livro velho.

CasaCor2010 420

Detalhe da Biblioteca por Chicê Gouvêa

Se hoje os avanços tecnológicos nos permitem fazer tudo (ou quase): mármore azul, madeira de “demolição” com PVC (sério!), pedra e tijolo com tinta e couro de papel, por que não usamos essas possibilidades para resgatar uma forma de beleza – produzida pela ação do tempo – que a sociedade de consumo deslumbrada do primeiro estágio desprezou?

CasaCor2010 263

Suíte da Môça por Roseli Müller

A mistura dos estilos antigos – como o neoclássico – com o contemporâneo e o sabby chic resultou numa combinação bastante agradável nesta edição da Casa Cor. Looks simples e elegantes ao mesmo tempo.

CasaCor2010-383

Recepção por Lou Palhares

CasaCor2010 389

Detalhes da Recepção por Lou Palhares

CasaCor2010a 127

Home Office por Tiana Meggiolaro e Beatriz Lynch

ccor-rj-04

Living por André Piva

CasaCor2010a 023

Living por André Piva

imagem

Jardim de Inverno por Solange Medina

CasaCor2010a 159

Jardim de Inverno por Solange Medina

Para o “hipotético” morador, um grande prazer, pois tudo é muito confortável.  A beleza está na descoberta dos novos usos, no reaproveitamento, na cuidadosa escolhas das peças,  cores, texturas e, principalmente, na delícia de reviver histórias.

Outras imagens que evocam:

verde trep

Shabby_Chic_furniture

moveis desgastados11

vizinh

luxo1

Texto e fotos de Veronica Fraga e de divulgação.

Poderá gostar também de:

Imagem1 Imagem2 Imagem3


Share.

About Author

3 Comentários

  1. Your feed must be sent to crucial websites like major search engines or comparison websites.

Leave A Reply