Recuperação de escritório

1

Case
* Organização corporativa

100_5888

Ao chegar ao local para analisar a situação, percebi que o escritório de Ana, uma executiva do ramo de turismo, estava um caos. Era espaçoso e possuía um mobiliário interessante, mas não havia como distinguir o que era móvel do que era documento ou objeto.

000_0006

Uma grande estante, do piso ao teto, cobria a parede lateral direita.

100_5319

Ao fundo, ficava a mesa de trabalho e um espaço para reuniões, entulhado de abajures e cúpulas.

100_5336

Na entrada, havia um ambiente de estar, digamos, mal resolvido.

Ana nunca havia feito uma organização e o trabalho de administração acumulou papéis e objetos de toda ordem, ao longo dos anos, a ponto de não poder achar mais nada.

Ela estava aflita! Não conseguia mais trabalhar naquela bagunça! Queixava-se também de que a decoração era muito fria e não combinava com seu espírito alto-astral. Queria manter a sobriedade exigida pelo tipo de ambiente, mas desejava dar uma aquecida, especialmente no espaço de estar.

Outro dado importante: Ana não queria gastar nada para redecorar o ambiente porque sua empresa havia tido recentemente muitos encargos com reformas. Precisava economizar.

Diagnóstico feito, trocamos algumas idéias e partimos para as etapas da organização – o problema mais urgente.

Retiramos tudo dos móveis e colocamos no chão. Iniciamos pela separação de todo o conteúdo do escritório em categorias/temas, a única maneira de começar a nos entender naquele lugar.

Detectamos que havia duas mega categorias. Uma com o material de escritório e outra com objetos que, em tese, não pertenciam àquele espaço.

Uma parte estava ali para ser levada a casa para a qual Ana estava se mudando e, outra, bem, era uma capítulo à parte.

Ana havia construído um armário amplo no andar, entre os escritórios, para aonde deveriam ser levados objetos da empresa que estavam sobrando ou precisavam de reparos. Porém, tudo era largado nesse depósito, sem o menor critério de organização.

Resultado: estava lotado, apesar de ter espaço. O que sobrava ia para o escritório de Ana pelo simples fato de que era o único lugar em que ainda cabia alguma coisa.

O próximo passo, então, foi a classificação dos objetos que não eram do escritório.

Agrupados por categoria, ficou mais fácil transferí-los, o que já deu uma boa esvaziada no ambiente. Como nossa equipe também executa reparos e restaurações, a maior parte os objetos danificados foi recuperada. O que sobrou foi colocado no carro. Assim, quando Ana saísse, levaria imediatamente para o conserto.

Concluída essa etapa, partimos para a classificação do material de escritório. Foi um momento especial. Ana se emocionou ao encontrar vários papéis e documentos importantes que procurava há tempos e nem sabia que  existiam. Ela colaborou bastante com a fase de descarte. Sem exagero, cerca de 80% foi para o lixo. O escritório que antes estava abarrotado ficou com espaço de sobra!

AnteseDepois

Ao final da categorização, identificamos seis grandes temas que poderiam agrupar subcategorias afins, facilitando o mapa da nova ordem do escritório: administração, divulgação, família, pessoal, biblioteca e diversos.

Cada parte da estante ficou com uma das grandes categorias/tema. Reciclamos organizadores e compramos outros. Destinamos a parte mais próxima da mesa aos documentos ligados à Administração.

100_5773

Em outra, fizemos o mesmo com o material de divulgação e, assim por diante. Cada tipo de documento foi classificado e guardado em pastas ou caixas com identificação por etiquetas. E cada prateleira de categoria temática teve as subcategorias identificadas. Ex: as prateleiras de “Família” foram sub-divididas entre “fotografia”, “história”, “recordações”, “documentos” etc.

100_5961

Livros, CDs e revistas foram organizados por temas e ordem alfabética.  Parte dos CDs foi para um porta-CD – um achado para organizar CDs de instalação, fotografias e backups, que costumam ficar soltos.

3410-043700-02m

Pronto. Agora Ana já sabia onde encontrar o que quisesse, pois a organização seguiu uma lógica simples e tudo estava ali, à sua frente, com os nomes bem à vista. Precisava apenas adquirir o hábito de colocar de volta as coisas no lugar.

Começamos, então, a pensar em como poderíamos melhorar a decoração. Tornar o lugar mais aconchegante foi a primeira medida. As paredes e os móveis eram brancos. Apenas a parede do fundo e a coluna central eram verdes. Na área de estar havia apenas um sofá bege (abarrotado de almofadas), uma mesinha de centro redonda e uma lateral retangular.

100_5321

Sugeri que colocasse uma cor mais forte na parede verde e na coluna para dar uma aquecida no ambiente. Descobri que ela tinha uma boa sobra de tinta vermelha, quase vinho. Ana concordou que a usássemos e adorou o resultado!

Antesedpois3

Além de trocar a cor, levamos para lá duas poltronas que estavam em outro local da empresa, que ganharam mantas em tom parecido com o da parece do fundo e almofadas coloridas.

O sofá recebeu almofadas lisas e estampadas. Trocamos de lugar a mesa redonda com a retangular. Mantivemos o painel indiano porque Ana gostava de olhar para ele enquanto trabalhava. As paredes brancas, antes vazias, receberam telas com cores vivas.

O espaço, que antes era muito escuro ganhou mais iluminação pontual com uma luminária de teto, duas de pé e dois abajures, além das duas luminárias já existentes.

100_5606

Distribuímos organizadores e objetos decorativos de forma harmônica pelo escritório. A área de trabalho continuou clean e com a tonalidade neutra do branco (demos apenas um toque de cor nos objetos).

100_5774

100_5899

Antesedpois8Antesedpois4

As cores vivas foram para o ambiente de estar. Exatamente como Ana queria!

100_5890

Missão cumprida. Ana ganhou um escritório novo! Organizado, com muito espaço sobrando para guardar novos materiais e começar o ano de trabalho em um local organizado, multifuncional e agradável.

Ficou para a próxima etapa:

  • Colocação de gabinetes com rodízios embaixo do aparador branco;
  • Organização das fotografias;
  • Organização dos arquivos virtuais;
  • Substituição dos organizadores antigos;
  • Tratamento do piso;
  • Colocação de uma porta de correr em toda a extensão da estante lateral.
  • Substituição de alguns objetos decorativos.

Sugeri a Ana que, quando pudesse fazer uma reforma, colocasse amplas janelas no lugar das atuais e pequenas – para ampliar a vista para o verde que é linda-  e trocasse a TV e o computador por outros mais modernos.

Texto de Veronica Fraga.

Fotos de Marcos Machado e Veronica Fraga


Poderá gostar também de:

PoderaGostar3b PoderaGostar3FotonoLugarCerto PoderaGostar3PassadoUltimaGeracao

Share.

About Author

1 Comentário

  1. Admiring the commitment you put into your site and detailed information you present.

    It’s awesome to come across a blog every once in a while that isn’t the same unwanted rehashed information.
    Great read! I’ve saved your site and I’m adding your RSS feeds
    to my Google account.

Leave A Reply