Inspiração do dia

276

inspiracao58

Há certos ambientes que me fascinam, de um jeito parecido com obras de arte. Não me imagino habitando esses lugares, apenas contemplando. Começo a querer desvendar cada parte que formou aquele conjunto e descubro que isoladamente elas não me dizem tanto, só quando unidas, de uma determinada forma, pelas mãos humanas. E que mãos! Iluminadas por um olhar muito bem dotado!

Móveis antigos e desgastados com um estofado novíssimo, uma natureza morta de um vaso de flores coloridas com moldura dourada sobre o acento, tecidos limpíssimos displicentemente jogados sobre um móvel, arabescos originais de uma parede renascentista, um relógio, vestígios de alguma coisa que não sei bem o que é, mas está guardada em algum canto da memória. Tudo é poesia visual. Me remete a uma lembrança que tenho desde criança. Até hoje não sei se foi sonho ou imaginação, mas era algo parecido com o paraíso. Uma espécie de praça e  jardim, na parte de cima de uma construção, que com certeza não foi feita pelo homem moderno. Tinha postes com lampião, bancos, colunas e balaústres em estilo clássico, com rebuscamento na dose certa. Tudo bem branquinho, com um pouco de rosa nas paredes, sob um céu azul com luz de outono. Estar lá era simplesmente sublime! Será  uma reencarnação de Maria Antonieta?

Share.

About Author

Leave A Reply