103 quartos de tirar o fôlego

267

a

Com a habitação se tornando o refúgio dos tormentos urbanos, o quarto tende a ser vivido como o refúgio do refúgio. É o reduto da casa onde temos total privacidade e  podemos ficar completamente à vontade. Por isso, o conforto é uma das características mais importantes. Além disso, o aconchego, a funcionalidade, a sensação de limpeza, a iluminação (dia e noite), o silêncio e, claro, a harmonia estética são fundamentais.

No mais, é a personalidade e o estilo de vida de cada um que vão dar o tom da decoração.

Há pessoas que usam o quarto também como escritório.

 

Reparem nos bancos aos  pés da cama. Eles têm a função de apoiar almofadas e colchas na hora de dormir, além de transmitir beleza e sensação de conforto. A luz do dia (sol da manhã) e uma vista para a natureza, quando é possível, acalma e proporciona uma sensação muito agradável. Também combate a umidade.

 

Fazer um cantinho de leitura abaixo da janela, confortável e bem iluminado, é uma ótima ideia para quem gosta de ler no quarto.

A preocupação com as cores também é importante. Recomenda-se cores frias (azul, verde, lilás) porque são tranquilizadoras. Podem ser usadas na cortina, na parede ou nos acessórios (almofadas, objetos etc).

O quarto abaixo tem vários ambientes muito bem integrados: leitura (poltrona grande), sala de TV, mesa para pequenas refeições e office (não aparece na imagem, mas é sugerido pela cadeira). Em estilo predomiantemente clássico, é tão atraente que dá vontade de ficar. A combinação de bege com branco produz um resultado excelente para quem não que fugir das cores neutras.

 

No exemplo abaixo, o sofá ao lado da cama faz às vezes do banco e é também uma opção para se sentar.

Se você tem móveis antigos ou meio sem graça, experimente dar uma atualizada com uma pintura colorida, como a cabeceira da cama na foto abaixo. Isso pode transformar totalmente a cara do ambiente e confere muita personalidade.

Camas com a cabeceiras encostadas na janela são um charme e dispensa papel de parede, painel e quadros. A vista substitui tudo isso magnificamente!

Um belo papel de parede e uma cabeceira de cama marcante podem ser suficientes como elementos decorativos.

O uso de pinturas ou fotos com imagens que transmitam calma ajudam a compor o cenário.

Se preferir cores quentes, procure usá-las somente nos detalhes para não excitar muito a mente.

Cores suaves, revestimentos rústicos e uma mistura de móveis objetos contemporâneos e vintage formam o charme do quarto abaixo:

Sou apaixonada por paredes de pedras! Não no quarto todo. Em apenas uma parede já dá um toque natural que me encanta. Em contraste com a fluidez de uma cortina e roupas de cama claras fica leve e agradável. Lembre-se de que os elementos da composição provocam sensações. Por isso, escolha aquelas que fazem seu coração vibrar!

Uma composição de almofadas bem azeitada também personaliza pode torna o ambiente mais belo e alegre.

Na hora de escolher o revestimento de parede e a cabeceira da cama, preste atenção se eles combinam entre si.

Um tapete com uma extensão um tanto maior que a cama para andar é muito confortável.

Se a casa for no campo, tente integrar a decoração à natureza e abuse dos vidros para ampliar a vista.

Por Marcia Muller

O branco total tem o seu valor. Por incrível que pareça, é muito aconchegante. Não é uma delícia se deitar com roupas de camas bem branquinhas? Transmite sensação de pureza e de limpeza!

A iluminação noturna também é muito importante para o quarto. Ela deve proporcionar várias sensações cênicas: intimista, direcionada para leitura, muita luz, pouca luz. Precisamos de todas essas opções para as diferentes atividades e situações. O uso do dimer, que regula a intensidade da luz é uma providência que traz muitos benefícios. O projeto luminotécnico deve se bem planejado para se ter a iluminação adequada para cada momento. Em alguns casos, o gesso acartonado permite inserir spots pontuais. Mas é  possível fazer o projeto apenas com spots, luminárias, lustres e abajures.

 

Ideias para cabeceiras de cama box é o que não falta. Já fizemos um post sobre o tema com várias sugestões, desde patchwork a biombos.

Se o quarto tiver uma varanda para uma bela vista é o paraíso!

Uma roupa de cama com uma estampa bem escolhida ou feita com técnicas artesanais, como o crochê ou o bordado suzani, podem mudar completamente o visual do quarto. Muitas vezes, dispensam outros elementos decorativos.

No mais, é experimentar cores, formas e texturas. Veja que máximo ficou o quarto abaixo!

A criatividade e ousadia podem surpreender! Abaixo, um painel de acrílico azul cobre a cama e as mesas de cabeceira. A parede de tijolinho pintado de branco, objetos de design clássico e contemporâneo bem escolhidos e toques de roxo, lilás e verde formaram uma belíssima combinação de cores e estilos! Aqui o menos é mais. Repare no efeito moderno e clean da única almofada.

Dar novos usos para móveis e objetos atualiza a decoração, permite o exercício da expressão individual e personaliza os espaços. O rádio antigo servindo de mesa de cabeceira da foto abaixo criou um clima divertido e moderno!

E este patchwork em listras como cabeceira? Genial, não?

Outras inspirações:

Repare no efeito do detalhe de um móvel de madeira num ambiente clarinho.

Gosto muito da ideia de posicionar a cama sobre um tablado. Dá para se espalhar à vontade!

Morar Mais por Menos Brasilia – 2011

O cimento queimado na parede e no piso é contemporâneo e remete à estética industrial.

O banquinho aos pés da cama pode ser substituído por um baú. Além de apoio serve como organizador.

Pottery Barn

Clube Hotel em Singapura – design por Ornela Sessa

Fontes: Google, Casa Abril e Micasa

Share.

About Author

Este blog é de autoria da decoradora, organizadora de interiores, consultora em decoração e organização, Veronica Fraga, que também é fotógrafa, jornalista e colunista da Revista Rio Arquitetura e Design. Uma pessoa multifacetada e apaixonada por tudo o que é ligado a estética.

Leave A Reply