Jardins verticais

381


Por Marisa Lima

Antigamente, quando não dava pra fazer canteiros no chão, usávamos vasinhos com plantas ou placas de xaxim nas paredes de corredores ou lugares estreitos. Era a alternativa que tínhamos para ter verde e não era ainda denominado de “jardim vertical”.

Hoje eles tomaram outra forma, ocupando toda a parede sem aparecer sequer um pedacinho dela. Pode ser alternado com algum elemento como madeira, treliças ou outras formas para compor.

Eles vieram pra ficar e o numero de adeptos cresce cada vez. Afinal, as vantagens são muitas. Além de dar colorido e charme ao local, proporciona um resfriamento natural do espaço, ideal para o clima brasileiro. A parede verde também cria isolamento acústico, diminuindo os ruídos e melhora a qualidade do ar, absorvendo os poluentes e deixando o ambiente mais úmido e saudável.

Temos inúmeras alternativas para fazê-lo:

  • Colocando placas com vasos de casca de coco, com meio vasinhos de parede fixados diretamente na parede ou presos em telas de arame:

 

  • Em módulos plásticos da marca Thermogreen:

 

  • Em blocos de tijolos da WallGreen Ceramics:

 

  • Algumas formas com tela/placas de zinco e musgo. Esta bem mais trabalhosas e cara:

 

Então, se você tem um local pequeno ou grande, que tal fazer um na sua casa?


Marisa Lima é paisagista formada pela Escola de Belas Artes da UFRJ. Tem 34 anos de experiência na profissão. É especializada em Educação ambiental, Recuperação de Jardins Históricos, Recuperação de Áreas Degradadas e Perícia Ambiental entre outros. Realiza projetos, implantação, reforma, manutenção e consultoria de jardins
.

Share.

About Author

Este blog é de autoria da decoradora, organizadora de interiores, consultora em decoração e organização, Veronica Fraga, que também é fotógrafa, jornalista e colunista da Revista Rio Arquitetura e Design. Uma pessoa multifacetada e apaixonada por tudo o que é ligado a estética.

Leave A Reply