Temporalidades simultâneas

0

@
Frases que viraram uma espécie é expressão idiomática, como “tudo ao mesmo tempo agora” e “tudo junto e misturado” revelam muito sobre o modo de vida atual. As redundâncias propositais têm sentido: são tantas as referências nessa era globalizada e acelerada, que o presente virou a soma de passado e futuro.

Mostra  Black SP 2013

Tá muito cabeça este papo? Você deve estar se perguntando: o que isso tem a ver com decoração? Tudo. O jeito de morar e a moda refletem o mundo em que vivemos. Nunca antes tivemos acesso a tantas possibilidades ao mesmo tempo. A beleza está em todo o lugar.

A internet e as redes sociais trouxeram à tona o melhor dos estilos do passado: clássico, vitoriano, art déco… e de inúmeras culturas do planeta: indiano, africano, só para citar alguns.

Esse excesso de informação estética, ao invés de saturar e confundir (o que muitas vezes ocorre), têm estimulado ainda mais a criatividade dos designers, que conseguem inovar a cada instante. E quando pensamos que tudo o que era possível já tinha sido inventado, eis que surge uma explosão de novidades.

Casa Cor SP 2013

Seja recriando clássicos, seja projetando o futuro com liberdade total.

Milão 2013 – Irmãos Campana para Edra

 

Sofá Biquini – Milão 2013 – Moooi

O resultado é uma profusão de cores, formas e combinações inusitadas.

Esse “vírus” já ultrapassou a esfera dos profissionais. Quanto mais informação e cultura as pessoas têm, maior é o desejo de levar suas referências maravilhosas para seu refúgio particular.

Outro dia, me peguei imaginando que, para ter tudo o que eu gosto hoje, seria necessário ter, pelo menos, cinco casas. Mas como isso é um pouco difícil, a tendência é agregar um pouquinho de cada estilo, um pedacinho de cada lugar do mundo e de cada época na decoração de uma. E é por isso que costumo dizer que estamos “barrocos”.

Casa Cor SP 2013

Vem daí as tais “misturas”, bem características da decoração contemporânea. Um pouquinho de flores, um tantinho de listras. Uma parede de tijolo, outra de pedra, um painel de madeira, um papel de parede, nossa cor preferida (se é que temos apenas uma).

Já reparou que estamos recortando as paredes para caber vários tipos de revestimentos?

E isso já cria uma bossa, quebra a monotonia e o movimento segue indefinidamente.

Queremos citações de um mundo sustentável com caixotes, palets, reciclagens de todo tipo.

Queremos ser simples e elegantes.

Sim, somos múltiplos, multifacetados. E porque não? A vida é assim! Ou está assim!

Uma decoração apenas “corretinha” não satisfaz mais nossos desejos.

Queremos ver refletida em cada cantinho, em cada detalhe, nossa mega individualidade, cada vez mais rica.

E com tantas referências borbulhando em nossas mentes, nossa casa virou também um meio de expressão.

Casa Cor SP 2013

Se a vida está cada vez mais estetizada, não é de se estranhar que exista uma porção artística em cada um de nós. O cliente passa a ser um co- autor da decoração. Não aceita mais projetos prontos e fechados. Quer participar. Assinar e construir também sua beleza única .

Mas o trabalho e outras tarefas do dia a dia tomam muito tempo. Então, recorre-se aos profissionais: arquitetos, decoradores, organizadores de interiores.

E o maior desafio desse profissionais é traduzir e administrar esses micros universos. Extrair a essência da multiplicidade. Saber harmonizar ornamentos de épocas e estilos diferentes para gerar beleza, enfim.

A fórmula? Não existe. É uma noção que só funciona quando é incorporada. Uma criança agora já nasce no hipermundo. Para ela é fácil e natural. Já os mais velhos precisaram aprender, muitas vezes, ao longo de uma vida inteira de dedicação, amor pela arte e interesse pela cultura em geral. O dinheiro sozinho  não gera a beleza. A cultura pode gerar.
O mundo mudou. E nós profissionais temos que ter consciência da nova realidade.

Poderá gostar também de:

     

Share.

About Author

Este blog é de autoria da decoradora, organizadora de interiores, consultora em decoração e organização, Veronica Fraga, que também é fotógrafa, jornalista e colunista da Revista Rio Arquitetura e Design. Uma pessoa multifacetada e apaixonada por tudo o que é ligado a estética.

Comments are closed.